A Casa Civil frustrou a oposição ao governo na Assembleia Legislativa, ao não enviar para ser votado nesta terça- feira, 10, o projeto de lei que cria o Instituto da Saúde do Acre. As galerias foram lotadas por partidários do deputado médico Jenilson Lopes (PSB), que iriam fazer maior zuada durante a votação, mas eles tiveram que ir pra casa para voltar outra hora. O governo desconfiava que o deputado iria arquivar o projeto, porque ele estava na presidência da casa, interinamente, enterrando o trâmite da matéria na casa.
Assim, o Palácio Rio Branco foi mais rápido e deixou todo mundo a ver navio.
O encaminhamento da matéria para apreciação dos deputados será somente nesta quarta feira, 11, quando o presidente da casa, Nicolau Junior (progressista) estará no comando.