O senador Sérgio Petecão (PSD) assistiu em tempo real o café da manhã em sua casa nesta terça-feira, 3, para o qual o deputado estadual José Bestene (Progressistas) se “convidou”. Bestene representava ali, na casa amarela, onde mora o senador, mais que o seu partido. Ele estava lá em nome do Palácio Rio Branco, do governador Gladson Cameli e de uma operação puxada pelo governador cujo objetivo é fechar em torno de uma chapa única para a disputa pela prefeitura da capital. Afastado do Palácio, Petecão precisa ser trazido de volta e ninguém melhor de que Bestene para colocar essa engenharia em prática. Melhor de tudo: o Progressista fez um afago certo na casa dos Petecão, a mulher do senador, Marfisa Galvão, tão bem ensinada e trabalhada politicamente que só não virou deputada federal em 2010 por causa da “amaldiçoada” legenda, segundo o próprio Petecão. Marfisa é potencial para disputar até a prefeitura, imagine para abrilhantar uma chapa como vice. Pelo zap, o senador disse o seguinte, ao Blog do Evandro Cordeiro: “Bestene é um amigo pessoal e esse gesto dele é um gesto de humildade. Ele demonstrou interesse e pra nós foi uma novidade, porque a gente não sabia das pretensões dele. Mas o nosso foco no momento é montar uma chapa forte para vereador. Em 2020 a gente discute isso. Agora nós estamos preparando uma grande festa de confraternização do PSD dia 21. Quanto a disputa pela prefeitura, nosso partido é forte na capital, a Marfisa foi bem votada aqui, mas isso vamos discutir em 2020. Agora, repito, essa visita do Bestene teve uma simbologia muito grande”.