O vereador José Carlos “Juruna”, do Avante, o antigo PHS, vai para entrar para a história por duas portas: uma por ser o mais perseguido na Câmara Municipal de Rio Branco; a outra por, mesmo assim, ser um dos mais atuantes em 2019, quando diminuíram as perseguições. Líder dos camelôs da capital, “Juruna” chegou à Câmara pelas mãos do destino, segundo ele mesmo. “Deus quis assim”, diz. Nesta terça-feira utilizou a tribuna para fazer um balanço desse ano entusiasmado com o resultado positivo.
“Nosso mandato é atencioso com todos os seguimentos, desde portadores de doenças até incentivo ao empreendedorismo, assim como a regularização dos negócios encontrados no camelódromo”, diz esse camelô que estar vereador.
José Carlos lembra as perseguições, mas ameniza seus impactos.
“Mesmo com as perseguições que sofri ao longo desse mandato, agradeço a Deus em poder mostrar meu trabalho e propostas em poder ajudar as pessoas da nossa cidade. Se Deus quiser, iremos terminar esse mandato com muita qualidade e sempre pensando no cidadão”, afirmou.