A vice-presidente da Câmara de Vereadores de Rio Branco, Lene Petecão (PSD), encerra o ano legislativo com alta produtividade na execução do mandato. Além de defender temas diversos de interesses social como a luta por tratamento para as adolescentes vítimas da vacina HPV e contra os aumentos na tarifa de energia elétrica, a parlamentar apresentou 2.625 indicações à Mesa Diretora da Casa, 4 projetos de lei, 2 anteprojetos de lei, 2 projetos de resolução, 48 requerimentos, 94 Moções de Aplausos e 4 projetos de Decreto Legislativo.
De jeito simples, porém competente, Lene esteve das periferias de Rio Branco, passando pela zona rural até ser prefeita em exercício por três vezes.
Sensível a causas socais, foi de autoria de Lene Petecão a Lei nº 2.319 de 29 de julho de 2019 que “dispõe sobre a normatização do emprego correto da terminologia ‘pessoa com deficiência’ no âmbito do Município de Rio Branco e dá outras providências”. A vereadora afirma que o objetivo é evitar o preconceito. “Não apenas evitar, mas não permitir a perpetuação de termos preconceituosos”, diz.

Lene Petecão, em 2019, a exemplo do ano anterior, também lutou para que as adolescentes que adoeceram após tomar a vacina HPV tenham um tratamento adequado e ajuda imediata. A vereadora chegou a usar a tribuna da Casa Legislativa para solicitar aos colegas que aprovassem uma resolução para criação de uma comissão especial de atendimento a adolescentes vítimas de efeitos colaterais após tomarem a vacina contra o HPV.
A vereadora também encabeçou a defesa de uma maior conscientização sobre o Alzheimer que acomete milhões de pessoas.
“É assunto importante que precisa ser melhor conhecido por toda a sociedade. A verdade é que o silêncio em torno do assunto diminui as possibilidades de termos políticas públicas eficientes para combater a doença. O que a gente vê atualmente é a ausência de políticas públicas voltadas para um envelhecimento saudável.
A respeito de outros temas, vale frisar que Lene Petecão foi voz ativa na audiência pública, realizada na Assembleia Legislativa do Acre, e se posicionou contra os sucessivos aumentos no valor da tarifa de energia elétrica impostos pela empresa Energisa.
Sempre com seu trabalho nos bairros e visita constante à população, Lene levou seu estilo para a Prefeitura de Rio Branco nas vezes que assumiu interinamente o cargo. Ela fiscalizou frentes de trabalhos, participou do Programa Justiça e Cidadania na Escola, esteve com os trabalhadores da Operação Verão, visitou o Terminal Urbano, entre outras agendas.
Para 2020, Lene promete o mesmo ritmo de trabalho. “Não medimos esforços para fazer um bom trabalho e espero que em 2020 possamos fazer ainda mais”, frisou.