O contador Pádua Bruzugu, um dos dinossauros do MDB acreano, foi remanejado da Funtac para o Imac, onde assumiu a diretoria executiva. Ele foi no pacote de trocas do governo apresentado essa semana. Pádua é do MDB, mas o cargo dele é cota pessoal do governador Gladson Cameli (Progressistas). Desde o “finado” MDA, primeiro movimento das oposições contra os governos do PT, em 2000, Bruzugu milita pela oposição. É uma das figuras as quais o governador não abre mão.