Leandro Costa, Professor Torres, Fabiano Oliveira, Branco do Calafate e Marcelo Pinturas tiveram, juntos, mais de 6 mil votos nas últimas duas eleições. Um deles, Fabiano, já até assumiu dois anos na Câmara Municipal de Rio Branco. Pois esse eles se juntaram. Dentre os membros do grupo vai ser escolhido um para que a vitória seja certa. E mesmo que eles não se entendam, uma decisão já é certa entre eles: o grupo estará no mesmo partido. “Isso já decidimos. Queremos estar na mesma sigla”, diz Costa, o famoso investigador da Polícia Civil que quase foi vereador e quase foi deputado.