Evandro Cordeiro para Agora Acre

O vídeo “bomba” contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) virou um traque, na opinião nacional. O senador acreano Márcio Bittar (MDB), que faz parte da base do governo Bolsonaro, disse que, pior, foi a desnecessária exposição de uma reunião ministerial. “Acho um atentado do STF a democracia, uma invasão descabida do poder judiciário sobre o executivo nacional”, disse ao Blog do Evandro Cordeiro.
Segundo Marcio Bittar, “expuseram assuntos que considero de segurança nacional de forma que prejudica nosso pais, a quem serve essa atitude”.
Para o senador, tudo isso em nome da hipótese de que Bolsonaro teria tentado interferir na PF para beneficiar a família.
“A denúncia do Moro não virou nada, a fita mostra que o que o presidente falou não tem nada de anormal. E em nome disso o STF expõem todos os ministros falando de assuntos que nada tem a ver com a tal ‘enúncia de interferência do presidente’”, disse.
O STF, segundo Bittar, se prestou a uma fofoca sem tamanho, que só interessa aos inimigos da pátria o vazamento de informações e de estratégias que são de interesse nacional e que jamais poderiam ser expostas.
“Estou indignado, não querem que Bolsonaro governe. Não aceitam o resultado da vontade popular expressa nas urnas.
Impressionante, não existe uma denúncia seria contra ele, ter sido eleito contra tudo e todos , esse parece ser o ‘crime’ de Bolsonaro”, disse o senador acreano.