Por Alessandro Silva

Em maio de 1916 o governo federal criou as Companhias Regionais, com missão de conservar a ordem pública em cada Departamento; inclusive do recém criado Alto-Taraucá. As Companhias Regionais são consideradas como o embrião do Polícia Militar de hoje, por isso se comemora o aniversário da PMAC nessa data.

A estrutura organizacional da Polícia Militar do Acre modificou-se de acordo com o desenvolvimento administrativo do Acre. Após a unificação dos Departamentos, em 1.º de janeiro de 1921, as Companhias Regionais foram extintas. Em seu lugar, foi criada a Força Policial do Território Federal do Acre. Nesse período, escritos comprovam a participação efetiva da milícia acriana nas mais diversas áreas sociais.

Além da segurança pública realizada, os soldados também deram valiosas contribuições na construção civil, no ensino e na própria administração do território.

Em declaração, o governador do Acre na época, o Exmo. Sr. Hugo Carneiro disse:

“… a força policial é hoje (1928) um misto de corporação militar, força auxiliar do exército nacional e escola profissional, onde há oficinas de sapataria, correaria, carpintaria, alfaiataria e outras, que servem a todos os misteres e necessidades da corporação. Além de escola de alfabetização, instrução civil, música, etc. O soldado acriano não tem horas vagas, quando não está em serviço militar, está se instruindo ou trabalhando como artífice, auxiliando o governo na construção de obras públicas…” (Relatório de Hugo Carneiro ao ministro da Justiça e Negócios Interiores, Dr. Augusto de Viana do Castelo).

Em 30 de junho de 1934 a Força Policial do Território Federal deu lugar à Polícia Militar do Território Federal do Acre. Essa denominação perdurou até 6 de setembro de 1945, quando foi criada a Guarda Territorial do Acre. Com a promulgação da primeira constituição acriana, em 1 de maio de 1963, o nome da corporação passou a ser Polícia Militar do Estado do Acre (PMAC):

“É criada a Polícia Militar do Estado, instituição permanente destinada à manutenção da ordem e segurança internas, sendo sua organização estabelecida em Lei.
Parágrafo único – O coronel José Plácido de Castro é o patrono da Polícia Militar do Estado do Acre” (Constituição do Estado do Acre, 1963, Art. 48.

 

Cel. Ulysses Araújo, atual comandante da Polícia Militar Acreana