O governador Gladson Cameli (PP), reclamou da alta dos preços praticados pelas empresas que vendem materiais cirúrgicos e equipamentos de proteção individual, os EPIs. Segundo ele, antes da pandemia, uma máscara custava cerca de R$ 0,10 centavos, e hoje, com a pandemia, o equipamento está custando até 250% mais caros. obrigado a comprar os EPIs, necessários nas unidades de saúde, Gladson manifestou preocupação com os gastos, que segundo ele, podem chamar a atenção dos órgãos de fiscalização. ” Daqui a pouco a Polícia Federal pode bater na minha porta”, disse ele. Gladson reclamou também da ação de comerciantes locais, que segundo ele, não cumprem o decreto estadual que obrigou os estabelecimentos a permanecerem fechados.