Evandro Cordeiro para Agora Acre

A acadêmica de psicologia Patydan Castro Epafras, 34, aquela moça que fez o parto induzido numa tentativa de salvar a vida dela e do bebê, faleceu na UTI do Pronto Socorro de Rio Branco. Ela estava internada há 28 dias em decorrência de ter contraído o novo coronavirus e morreu por falência múltipla dos órgãos. O parto da Patydan foi o assunto das redes sociais na semana passada. O Acre inteiro estava em oração por ela. Hoje tudo terminou.

Patydan é filha da jornalista Raquel Richar, que trabalhou nos principais jornais do Acre nos anos 1990 e 2000. Era casada com o médico e ex-vereador Raimundo Castro.