A direção estadual do PSL disse ao AgoraAcre agora há pouco que não entregará o partido para o vice-governador do Acre, Major Rocha. Por meio de nota, o presidente Pedro Valério inclusive acusa Rocha de agir nas sombras. Veja a nota na íntegra:

Agindo nas sombras

O vice-governador Major Rocha, mais uma vez, age nas sombras. Ele está tentando tomar de assalto o PSL no Acre. Apesar de essa prática ser corriqueira por aqui (o próprio governador fez isso com o então deputado e seu primo, Cérsar Messias), Rocha terá uma vitória de Pirro. E herdará apenas a sigla, porque todos os filiados e pré-candidatos pedirão desfiliação em massa. Rocha não encontrará campo fértil para toda a sua esperteza. O PSL é formado por homens e mulheres honrados, dispostos a defender valores éticos e morais tal qual uma mãe defende os seus filhos. O Rocha pode ser tudo, menos burro. Ele recuperará o bom senso e verá que mexeu com uma casa de caboclos. Resumo da ópera: ou ele abdica dessa ideia ou pagará o preço político por tamanha malevolência.