BHAZ – Portal de Notícias

Um movimento quer acabar com programas policiais na televisão aberta. A ideia legislativa ganhou força na internet e já conta com mais de 2,5 mil assinaturas. O objetivo é proibir que esse tipo de programa seja exibido das 6h às 22h. Nas redes sociais, as pessoas apoiam a campanha.

“Existe uma grande diversidade de conteúdo que podem ser produzidos pelas empresas midiáticas. No entanto, existem empresas (principalmente as regionais) que recorrem a programas que espalham notícias violentas sob pretexto de ‘informar’”, diz trecho da Ideia Legislativa feita por Jonas Rafael Rossato.

Em um grupo fechado do Facebook, a postagem já conta com mais de 4 mil curtidas e 3 mil comentários, com amplo apoio. “A exibição de programas violentos no horário livre faz com que crianças e adolescentes possam assistir acidentes, assassinatos, sangue, perseguições e diversas outras atitudes consideradas proibidas pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)”, escreveu Jonas.

“Além disso, na comunicação com o telespectador, existe o discurso especulativo e violento dos apresentadores desses programas e entrevistados que violam a princípio da inocência”, completou.

Quando a ideia recebe 20 mil assinaturas, ela se torna uma Sugestão Legislativa e é debatida pelos Senadores.