UOL Notícias

A Avon anunciou hoje a demissão da executiva Mariah Corazza Üstündag, de 29 anos, após denúncias de violação dos direitos humanos contra uma idosa de 61 anos. A empresa informou ainda que está se mobilizando para prestar acolhimento à vítima.

Segundo informação publicada pelo jornal “Folha de S.Paulo”, Mariah mantinha em sua casa no Alto de Pinheiros, bairro nobre da zona oeste da capital paulista, uma senhora em condições análogas à escravidão. A idosa não identificada trabalhava para a família há 20 anos.